De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE): Eficiência significa fazer mais (ou, pelo menos a mesma coisa) com menos energia, mantendo o conforto e a qualidade.

É bastante claro que os processos industriais dependem de fontes diversas de energia pra transformar matéria prima em produtos acabados, isso é natural dentro do ciclo produtivo.

Em todas as transformações de energias, existem perdas inerentes, fazendo com que nunca haja a perfeita conversão de energia em trabalho. Quanto menos eficiente é um equipamento ou processo, mais perdas existem.

Atualmente, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) estima que o potencial de eficiência energética nas indústrias – ou seja, o volume de consumo que pode ser reduzido mantendo ou aumentando a produtividade – é de 10,9% em média – sendo 11,1% no consumo energético térmico e 9,8% em eletricidade.

Além da diminuição dos custos em energia, uma empresa energeticamente eficiente é mais sustentável ambientalmente, ou seja, gasta menos energia e por consequência emite menos Gases de Efeito Estufa (GEE) para realizar uma mesma quantidade de trabalho do que uma empresa menos eficiente.

Para aumentar a eficiência, é preciso traçar um plano de gestão de recursos energéticos que possa ser integrado de forma contínua às operações e ao dia-a-dia das indústrias.

Para isso, os gestores da empresa devem analisar com estratégia, inteligência e tecnologia, todas as informações disponíveis.

Um sistema completo de Gestão de Energia (SGE) precisa contemplar informações reais do processo, como consumo de um determinado insumo, produtividade, acompanhamento de atividades relevantes, dentre outras informações.

Com o mapeamento e monitoramento digital dos diversos pontos e unidades de consumo de uma planta industrial, é possível determinar ações de eficiência energética, como a substituição ou modernização de equipamentos e infraestrutura ou até uma melhoria operacional.

De forma geral, definir os Indicadores de Performance do seu sistema de gestão é uma forma de priorizar, em meio à grande quantidade de dados disponíveis, ações e análises mais estratégicos para atingir as suas metas.

Com a ORORO, é possível implantar e monitorar indicadores de desempenho energético, validar resultados e fazer a gestão das atividades que proporcionem melhoria dentro do seu processo produtivo. Tudo isso de forma descomplicada e que pode ser facilmente inserida na rotina dos colaboradores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.